Endoscopia

Qualidade, segurança e conforto em endoscopia.

Gastrostomia Endoscópica Percutânea

Gastrostomia e Endoscópica Percutânea

A Gastrostomia Endoscópica Percutânea (sigla do Inglês, PEG) é um procedimento no qual uma sonda flexível de alimentação é passada ao estômago através da parede do abdome. A gastrostomia permite que nutrição, fluidos e medicamentos sejam colocados diretamente no estômago, sem passar pela boca e esôfago.

Como a PEG é realizada?

É criada uma pequena abertura através da pele do abdome superior para o interior do estômago com o auxílio da endoscopia. Através desta abertura, a sonda é inserida e fixada. O procedimento é habitualmente realizado sob sedação e anestesia local, sob cobertura antibiótica para minimizar riscos de infecção. O paciente pode ir para casa no dia do procedimento ou no dia seguinte. A alimentação normalmente pode ser iniciada poucas horas após o procedimento.

Quem pode se beneficiar de uma PEG?

Pacientes que apresentam dificuldade para engolir, infecções respiratórias frequentes por aspiração ou incapacidade de se nutrir adequadamente pela boca podem ter indicação de instalação de uma gastrostomia, especialmente se é previsto que tais problemas não se resolverão em curto prazo.

Vai realizar este exame? Faça o download do consentimento correto:

  • Termo de Consentimento para a realização de Gastrostomia Endoscópica Percutânea em Adultos (Sedação com Midazolam) (consentimentoMidazolan.pdf)
  • Termo de Consentimento para a realização de Gastrostomia Endoscópica Percutânea em Adultos (Sedação com Propofol) (consentimentoPropofol.pdf)

Como eu devo cuidar da sonda?

Um curativo será colocado no local da PEG à realização do procedimento. Este curativo pode ser removido após um ou dois dias. Depois disto, o local deve ser limpo com água e sabonete uma vez por dia. Entre as limpezas, o local deve ser mantido seco. Não é necessário nenhum curativo especial posteriormente.

Como a alimentação é dada? O paciente ainda pode comer e beber?

Uma nutrição líquida especial, assim como fluidos, podem ser administrados através da sonda. Se a sonda foi colocada devido a problemas com a deglutição (por exemplo após um derrame), ainda permanecerão restrições à ingesta oral. Alguns pacientes podem continuar a comer e beber da maneira habitual após a PEG, mas isto deve ser discutido com o médico assistente.

Existem complicações?

Sim, podem haver complicações. Elas incluem dor no local da inserção, vazamento de conteúdo do estômago (ou da sonda) ao redor do orifício da sonda, deslocamento ou disfunção da sonda. Outras complicações inerentes ao procedimento são infecção da pele ao redor da sonda, aspiração, sangramento e perfuração de outras vísceras. No caso de suspeita de algum problema, a equipe Esadi deve ser comunicada imediatamente.

Quanto tempo as sondas duram? Como são removidas?

As sondas costumam durar cerca de um ano a um ano e meio. Elas podem entupir ou sofrer deterioração ao longo do tempo, o que pode exigir sua retirada e/ou troca. Este procedimento é realizado com relativa facilidade: o médico remove a sonda usando tração firme e colocará uma nova sonda pelo pertuito já existente. No caso da retirada definitiva sem substituição, nenhuma sonda nova é colocada e o pertuito fechará espontaneamente após alguns dias.

Anestesiologia

A aliança com a Anesteclin, clínica de Anestesiologia, proporciona a realização de sedação mais segura e confortável, com o acompanhamento de médico anestesiologista durante todo o procedimento e recuperação.*
*Sedação realizada por anestesiologista coberta por alguns convênios e opcional em outros. Informe-se com nosso pessoal.

Limpeza e Desinfecção

Obedecemos a padrões internacionais de limpeza e desinfecção dos aparelhos e acessórios e estamos adequados à RDC 06/2013 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Dúvidas, questões?

Por favor, não hesite em conversar com a equipe Esadi.
Estamos à disposição para dirimir qualquer dúvida que você possa vir a ter.